sábado, 23 de fevereiro de 2013

Longe, muito longe daqui...


Queria um lugar onde chovesse
Todo fim de tarde, amiúde.
Com parques, onde houvesse,
Pombos, crianças e bolas de gude.

Queria uma praça em primavera,
De árvores silentes e amigas.
E um casarão de pedras velhas
Em uma cidade de casas antigas.

Queria um caminho de terra batida,
Com flores que venham até os joelhos,
Levando a uma rua sem saída.

Ao final, a casa que de sonhos se veste,
Eu, abrigado por teus lábios vermelhos,
Morado assim, nos beijos que me deste.

Thiago Marques (Salvador, 23 de fevereiro de 2013)



Nenhum comentário:

Postar um comentário